Compartilhe




       

Espaço do Professor

A literatura digital é uma forma atrativa, moderna e muito produtiva de se trabalhar com literatura em sala de aula. Entretanto, sabemos que nós, professores, somos aprendizes dessas plataformas digitais, e com a intenção de auxiliar o uso dos projetos de literatura digital em sala de aula criamos esse Espaço do Professor. Abaixo temos algumas sugestões de trabalhos para desenvolver com seus alunos e também oferecemos algumas oficinas que podem ser ministradas pessoalmente. Ah, e você pode ficar à vontade para baixar, gravar, copiar, xerocar, imprimir, distribuir os projetos de literatura digital em sua escola como quiser, só lembre de mencionar o nome do autor.

EXEMPLOS DE TRABALHOS DESENVOLVIDOS POR ESTUDANTES

Escola Estadual 12 de Abril, Terra Nova do Norte, MT


SUGESTÃO DE TRABALHOS COM OS ALUNOS

Ideal para escolas com laboratórios de informática ou bibliotecas que tenham computadores à disposição dos alunos.

1) REFLETINDO SOBRE A DIFERENÇA ENTRE JOGO E LITERATURA: muitos projetos de literatura digital assemelham-se com jogos. Entretanto, como propõe nosso manifesto, a Literatura Digital é uma atividade lúdica, mas não é um jogo, pois num jogo o “objetivo principal é antes de mais nada e principalmente a vitória” (vide Homo Ludens, de Huizinga). Projetos de literatura digital podem ser boas formas de você discutir a importância dos jogos e da literatura, a diferença e a semelhança entre eles. É importante que o professores não tenha uma abordagem preconceituosa do jogo, e sim demonstre a importância de conhecermos e termos contato com todas as formas de narrativa, incluindo aí a literatura, o HQ, o cinema e os videogames. O professor também pode pedir para eles lembrarem de personagens que existem em todas essas formas, como o Batman e o Harry Potter.

2) TRABALHANDO LITERATURA E OUTRAS LINGUAGENS: o trabalho com literatura normalmente se concentra no texto ou, especialmente no caso da literatura infanto-juvenil, no texto e na imagem. Já projetos de literatura digital lidam com texto, imagem, som, vídeo e interatividade, por exemplo, permitindo que o professor demonstre aos seus alunos como as linguagens estão todas integradas. A partir daí, a turma pode trabalhar com adaptações de livros ou histórias para peças de teatro, filmes, músicas ou projetos digitais, discutindo questões como interdisciplinariedade e intertextualidade.

3) ESCREVENDO LITERATURA DIGITAL: fazer nossas turmas escreverem é sempre um enorme desafio, mas também extremamente importante. Escrevendo, o sujeito se conscientiza da importância de dominar a língua, das limitações de seu vocabulário, deixa seus valores, medos e crenças aflorarem. Especialmente escrevendo ficção, ao invés das manjadas redações escolares. Projetos de literatura digital, pela sua arquitetura e multiplicidade, se prestam sobremaneira para a escrita coletiva, em que cada estudante ou grupo faz uma parte. Vamos usar como exemplo a criação de um hiperconto: depois de a turma conhecer o hiperconto, você pode pedir que os alunos criem uma história e deixem a indicação de duas continuações possíveis. Num segundo momento, eles se reúnem em duplas, escolhem uma das histórias e cada um escreve uma continuação, deixando outras duas possibilidades. Assim sucessivamente até a turma ter uma única história com a participação de diversos alunos.

Sugira um trabalho para nós.


SUGESTÃO DE PROJETOS PARA TRABALHAR EM SALA DE AULA

Pela temática, nem todos os projetos são adequados para o trabalho em sala de aula, pelo menos não com crianças. Abaixo citamos alguns projetos e sugerimos uma abordagem, mas fique à vontade para criar a sua e, se desejar, conte para nós

Ciberpoesia: este pioneiro projeto funciona com público de todas as idades. É uma bela porta de entrada para o trabalho com poesia digital em sala de aula: peça a seus alunos para acessar o site, navegar por alguns projetos e depois promova uma franca discussão sobre o que eles acharam dessa experiência, encorajando-os a comparar esse tipo de texto com os poemas em livro (inclusive os poemas visuais).

Um estudo em vermelho: "Um estudo em vermelho" é um texto que faz diversas referências a clássicas histórias de detetive de Sherlock Holmes e Edgar Allan Poe. Você pode pedir para seus alunos pesquisarem sobre outros livros e autores policiais, bem como fazer uma relação com o sucesso desse gênero no cinema.

Minicontos Coloridos: este é um projeto inter-disciplinar que, além de literatura e língua portuguesa, pode ser trabalhado com as disciplinas de matemática e física pela sua forma e de história e sociologia pelas temáticas dos textos. Com os pequenos, é possível trabalhar a ideia de mistura das cores e sugerir que eles escrevam um texto sobre cada cor formada a partir da mistura de outras cores.


OFICINAS

Faça sua turma escrever se divertindo: oficina de criação de hipercontos com Marcelo Spalding: mesclando sua experiência como professor em Oficina de Criação Literária e seu estudo acadêmico sobre a literatura digital, Marcelo Spalding desenvolveu uma oficina para estimular a escrita criativa a partir do hiperconto. Mais informações em http://www.marcelospalding.com/.